NASA começa a produzir discos voadores e já planeja enviá-los a Marte

A ficção geralmente imita a vida. Mas, desta vez, o caminho foi inverso, já que a Nasa decidiu construir e lançar discos voadores ao planeta  Marte.


Depois de muitos anos de pesquisa e muito trabalho, o Jet Propulsion Laboratory apresentou o “Desacelerador Supersônico de Baixa Densidade” (em inglês conhecido pela sigla LDSD). Trata-se de um dispositivo semelhante ao velho disco voador de filmes antigos, acoplado a um paraquedas supersônico, projetado para inflar no momento da queda, suavizando a aterrissagem.
O design foi decidido depois de anos de estudos para encontrar uma solução compatível com a baixa densidade atmosférica do planeta vermelho (equivalente a 1% a da Terra). Isso impediria a aterrissagem de qualquer outro objeto maior e mais pesado que o Curiosity, que utilizou a fricção da atmosfera ao entrar em Marte e diminuir a velocidade durante a queda.
A estrutura de forma redonda desenvolvida pela NASA possui entre seis e oito metros de diâmetro, com capacidade de alcançar uma velocidade  de 4.280 km/h – o que serve para sustentar e aumentar o volume do disco até que o paraquedas seja ativado.
A primeira prova do equipamento vai ser realizada no Havaí em junho e outros testes estão previstos para 2015. Se os resultados forem positivos, em breve Marte poderá receber a visita frequente de discos voadores vindos da Terra. Será o LDSD a resposta para o sonho humano de criar um habitat em Marte?[Seu History]
(Visited 98 times, 1 visits today)

Filipe Aguiar

Filipe Aguiar Formado em Analise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade São Francisco, fundou o Respiramos Ciência em 2014. É apaixonado por astronomia, biologia, livros, rock, RPGs, filmes e ama tocar bateria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.