NASA pretende tirar a Lua da solidão arrastando um asteroide até sua órbita

Pesquisadores do Instituto Keck de Estudos Espaciais da Califórnia confirmaram que a NASA está planejando construir uma nave espacial robótico para pegar um pequeno asteróide e colocá-lo em alta órbita lunar. A missão custaria cerca de 2,6 bilhões dólares – um pouco mais de curiosidade Mars rover da NASA – e poderia ser concluída até a década de 2020.



Segundo informações de jornais americanos, o presidente Obama planeja enviar humanos para um asteroide o mais breve possível. Para alcançar o feito, teríamos que ir até o chamado 1999 AO10 – o asteroide mais próximo de nós até o momento – mas a viagem levaria mais de 6 meses. Segundo os astrônomos do projeto, trazer um asteroide e fazê-lo orbitar a Lua, seria menos perigoso do que trancafiar humanos por 6 meses em uma viagem com inúmeros riscos.

A equipe do instituto Keck prevê o lançamento de uma nave espacial lenta, impulsionada por íons solares, em um foguete chamado Atlas V. Ele iria até um asteroide pequeno, com cerca de 7 metros de largura. Após estudar todas as suas características, o robô pegaria o asteroide em uma espécie de saco com mais de 10 metros de largura e seguiria em direção à Lua. Ao total, seriam necessários 10 anos para que todo o procedimento fosse concluído”, explicou a NewScientist.

Um asteróide orbitando a Lua, provavelmente, também seria do interesse de empresas privadas que propõem missões humanas à superfície lunar para estudos de exploração e mineração científicos. [New ScientistJornal Ciência]

(Visited 106 times, 1 visits today)

Filipe Aguiar

Filipe Aguiar Formado em Analise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade São Francisco, fundou o Respiramos Ciência em 2014. É apaixonado por astronomia, biologia, livros, rock, RPGs, filmes e ama tocar bateria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.