Stephen Hawking afirma que humanidade não irá sobreviver mais 1.000 anos

O renomado físico britânico Stephen Hawking expôs sua opinião a respeito do futuro da humanidade – e ela não é nada otimista.
Segundo ele, caso a humanidade não procure um novo planeta para ser habitado até o final desse milênio, não teremos muitas chances de continuar vivos.
“Não vamos sobreviver outros mil anos sem escaparmos deste frágil planeta”, disse Hawking durante uma entrevista à um jornal. “Precisamos continuar a explorar o universo pelo bem da humanidade”.
O cientista acredita que, aumentando a compreensão a respeito do funcionamento do universo, será possível, de certo modo, “controlá-lo”. Somente então será possível ter a tecnologia necessária para colonizar mundos distantes, por exemplo, e quem sabe se espalhar pelo universo. Segundo Hawking, é a única forma de garantir a sobrevivência da espécie humana.
“Será muito difícil evitar desastres na Terra nos próximos 100 anos, ainda mais nos próximos mil ou milhão de anos. A humanidade não deve colocar seus ovos em apenas uma cesta. Só espero que seja possível segurar esta cesta até que encontremos outro lugar para viver”, disse o cientista. [Voice of AmericaBlogblux]
(Visited 47 times, 1 visits today)

Filipe Aguiar

Filipe Aguiar Formado em Analise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade São Francisco, fundou o Respiramos Ciência em 2014. É apaixonado por astronomia, biologia, livros, rock, RPGs, filmes e ama tocar bateria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.