Vapor de Água é descoberto no planeta anão Ceres.

O observatório espacial Herschel da ESA descobriu vapor de água em torno de Ceres, a primeira detecção inequívoca de vapor de água em torno de um objeto no cinturão de asteroides .


Com um diâmetro de 950 km , Ceres é o maior objeto no cinturão de asteroides , que fica entre as órbitas de Marte e Júpiter. Mas ao contrário da maioria asteroides , Ceres é quase esférico e pertence à categoria dos ” planetas anões ” , que também inclui Plutão.

Quando o Sistema Solar se formou 4,5 bilhões de anos, era muito quente em suas regiões centrais para que a água se condensasse nas posições dos planetas mais interiores  (Mercúrio, Vênus, Terra e Marte). Em vez disso , pensa-se que a água foi entregue a esses planetas mais tarde, durante um período prolongado de impactos de cometas em torno de 3,9 bilhões de anos .

“Esta é a primeira vez que detectamos agua no cinturão de asteróides , e isso fornece a prova de que Ceres tem uma superfície gelada e um ambiente “, diz Michael Küppers da ESA, Agencia Espacial Europeia na Espanha , autor principal do artigo publicado na revista Nature.

Embora Herschel não tenha sido capaz de fazer uma imagem detalhada de Ceres, os astrônomos foram capazes de derivar a distribuição das fontes de água na superfície , observando as variações no sinal de água durante o período de rotação de 9 horas do planeta anão. Quase todo o vapor de água foi visto estar vindo de apenas dois pontos na superfície.

As duas regiões que emitem são cerca de 5% mais escuro do que a média em Ceres . Capaz de absorver mais luz solar , então eles são provavelmente as regiões mais quentes , resultando em uma sublimação mais eficiente de pequenos reservatórios de água congelada.

Há possibilidades de que hajam gêiseres ou vulcões de gelo – criovulcanismo – desempenhando um papel na atividade do planeta anão. [ESA]
(Visited 74 times, 1 visits today)

Filipe Aguiar

Filipe Aguiar Formado em Analise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade São Francisco, fundou o Respiramos Ciência em 2014. É apaixonado por astronomia, biologia, livros, rock, RPGs, filmes e ama tocar bateria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.