Bem-vindo ao inferno! Cratera de Darvaz transforma gás infernal em atração turística.

No meio do deserto de Kara-Kum (Turcomenistão), em um lugarejo chamado Darvaza, uma cratera de 60 metros de diâmetro e 20 de profundidade que, há cerca de 40 anos, queima sem parar. Este local é carinhosamente conhecido como “Porta do Inferno”.

A picture taken on May 3, 2014, shows people visiting "The Gateway to Hell," a huge burning gas crater in the heart of Turkmenistan's Karakum desert.  (AFP Photo/Igor Sasin)

Ninguém está realmente certo sobre quando o fogo na cratera deverá cessar, mas sabe-se com certeza que ele foi iniciado após um acidente de perfuração em 1971.

O solo no local entrou em colapso quando os geólogos soviéticos estavam explorando um campo de gás natural – uma das muitas reservas no país rico em gás, que costumava ser uma república soviética. 

Felizmente, ninguém ficou ferido no incidente, mas temendo que emanações de gases tóxicos pudessem representar um perigo para a população e aos animais do local, os geólogos decidiram atear fogo, pensando que em breve as chamas queimariam todo o gás. 


Os caras aparentemente calcularam mal – e o gás ainda está queimando, e criando uma cena de uma cena de outro mundo.

Mas, no final das contas, ele acabou se tornando uma ótima atração para ecoturistas e pesquisadores que visitam a recém-formada reserva natural de 90.000 hectares no deserto de Karakum. [RT]
(Visited 116 times, 1 visits today)

Filipe Aguiar

Filipe Aguiar Formado em Analise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade São Francisco, fundou o Respiramos Ciência em 2014. É apaixonado por astronomia, biologia, livros, rock, RPGs, filmes e ama tocar bateria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.